domingo, 26 de fevereiro de 2012

Ergonomia no Trabalho Já!

Episódio de Hoje: Ser Humano uma "máquina" de produzir....

 

sábado, 25 de fevereiro de 2012

Playground na Obra...aff

Episódio de Hoje: Galera o 'Segura' foi embora....



quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

VAGA EMPREGO - Obras da Copa - BH/MG

Vaga emprego - Técnico em Segurança do Trabalho 
Construtora Cowan

Local: Obras para Copa do Mundo - Duplicação Antônio Carlos e Vilarinho
Residir próximo na região metropolitana de BH
Salário: R$ 1.600,00
Sexo Masculino
Início Imediato
Experiência em construção civil (mínimo 6 meses)
Bom relacionando interpessoal
Dinâmico
Bons conhecimento das Normas Regulamentadas e sinalização viária
Habilitação: Categoria B no mínimo
Bons conhecimento em informática
Facilidade em falar em público

Os interessados enviar o cúrriculo para edsonmcp@gmail.com ou ligar (31) 3448-8946




quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Material para trabalho em Construção Civil

Segue abaixo o link para baixar material referente a trabalhos na construção civil.

Antiga mais Atual

Você já ouviu a música Construção do Chico Buarque?? Muitas das vezes ouvimos uma música mais não percebemos alguns detalhes e a real essência que ela quer dizer. Lançada em 1971, a obra de arte apresenta várias situações, mais há duas em destaque, que é o cunho político por se tratar em um período conturbado que foi o regime da ditadura e a outra retrata o perfil do profissional dá época que trabalhava em ambientes com péssimas condições de trabalho. Chamo atenção, infelizmente, que as coisas não mudaram muito, ainda temos perfis de trabalhadores e condições péssimas de trabalho descrito na música que muitas das vezes tem um resultado desastroso.

Letra da música:


Amou daquela vez como se fosse a última
Beijou sua mulher como se fosse a última
E cada filho seu como se fosse o único
E atravessou a rua com seu passo tímido
Subiu a construção como se fosse máquina
Ergueu no patamar quatro paredes sólidas
Tijolo com tijolo num desenho mágico
Seus olhos embotados de cimento e lágrima
Sentou pra descansar como se fosse sábado
Comeu feijão com arroz como se fosse um príncipe
Bebeu e soluçou como se fosse um náufrago
Dançou e gargalhou como se ouvisse música
E tropeçou no céu como se fosse um bêbado
E flutuou no ar como se fosse um pássaro
E se acabou no chão feito um pacote flácido
Agonizou no meio do passeio público
Morreu na contramão atrapalhando o tráfego
Amou daquela vez como se fosse o último
Beijou sua mulher como se fosse a única
E cada filho seu como se fosse o pródigo
E atravessou a rua com seu passo bêbado
Subiu a construção como se fosse sólido
Ergueu no patamar quatro paredes mágicas
Tijolo com tijolo num desenho lógico
Seus olhos embotados de cimento e tráfego
Sentou pra descansar como se fosse um príncipe
Comeu feijão com arroz como se fosse o máximo
Bebeu e soluçou como se fosse máquina
Dançou e gargalhou como se fosse o próximo
E tropeçou no céu como se ouvisse música
E flutuou no ar como se fosse sábado
E se acabou no chão feito um pacote tímido
Agonizou no meio do passeio náufrago
Morreu na contramão atrapalhando o público
Amou daquela vez como se fosse máquina
Beijou sua mulher como se fosse lógico
Ergueu no patamar quatro paredes flácidas
Sentou pra descansar como se fosse um pássaro
E flutuou no ar como se fosse um príncipe
E se acabou no chão feito um pacote bêbado
Morreu na contra-mão atrapalhando o sábado
Por esse pão pra comer, por esse chão prá dormir
A certidão pra nascer e a concessão pra sorrir
Por me deixar respirar, por me deixar existir,
Deus lhe pague
Pela cachaça de graça que a gente tem que engolir
Pela fumaça e a desgraça, que a gente tem que tossir
Pelos andaimes pingentes que a gente tem que cair,
Deus lhe pague

Pela mulher carpideira pra nos louvar e cuspir
E pelas moscas bicheiras a nos beijar e cobrir
E pela paz derradeira que enfim vai nos redimir,
Deus lhe pague
video


terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Respeito a Sinalizações

video

Sobre as novas NR's


   Ter leis e diretrizes para nos baseamos nossas ações prevencionistas são sempre importantes.  As novas NR’s que estão em processo para ser publicadas têm temas interessantes e que estava passando da hora de ter uma melhor atenção.
   Na NR-35 sobre a Gestão Da Segurança e Saúde no Trabalho, para as empresas que já levam a sério a segurança do trabalho, não vai impactar muito. Mais para as empresas que possuem o SESMT só para atender a lei que não dão nenhum suporte e as que possui ”PPRA de gaveta” (Feito por consultoria, tem o documento só para apresentar a fiscalização geralmente fica no fundo da gaveta...rs! ‘infelizmente’) vão ter que começar a levar mais a sério.
   A NR-36 sobre Trabalho em Altura, acho muito importante porque é uma atividade muito perigosa, onde que os acidentes são graves tendo como resultado sequelas sérias e até óbitos. Sinceramente, acho que não precisava criar outra NR, se revisasse a NR-18 e acrescentando anexos com o tema talvez seria uma opção.
   Agora a NR-37 sobre Trabalho em Frigoríficos, espero que seja um NR completa e que contemple todas as diretrizes possíveis para esta atividade tão complexa e perigosa.  Um trabalhador que tem diariamente riscos como: acidentes como de cortes e até perda de membros (Faca e Máquina Serra Fita), está exposto ao agente físico – Frio (Câmaras Frigorificas), esforços repetitivos (LER/DORT), tem contato com vísceras de animais e outras situações, merece uma atenção mais que especial.  Para nossos colegas que trabalham nesta área vai ser ótimo, um avanço para melhorias na área.

Bom, mais NR’s! Mais será que vai funcionar se não tiver mais fiscalizações e melhor apoio dos empregadores???   Fica ai a pergunta!

Abraço! 
Thiago Leão

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Proibido em países ricos, amianto ameaça população de nações em desenvolvimento

Galera uma reportagem muito interessante e alarmante. É meio 'grandinha' mais vale a pena ler.

por Isabel Martínez Pita - yahoo.com.br


    O amianto, um produto prejudicial á saúde, tem coberto com seu manto invisível a vida dos países desenvolvidos. Proibido nessa região do planeta, embora não extinto, atualmente ameaça a população dos países mais pobres. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de amianto.

   Desde o começo do século passado, o amianto se tornou o principal material da maior parte das construções. O material é um grupo de minerais fibrosos, compostos de silicatos, caracterizado por suas fibras longas e resistentes, que podem se separar, apresentando a particularidade de poder ser entrelaçadas solidamente e resistir a altas temperaturas.No começo do século 20 se inventou um procedimento pelo qual, misturado com o cimento, dava lugar ao amianto cimento ou fibrocimento, utilizado especialmente nos encanamentos de água potável, telhas onduladas e – como é um produto ignífugo, que resiste muito bem ao calor – para recobrir elementos que precisam ficar expostos ao calor.

   No trabalho, no lar e até no ar


   Francisco Puche, membro da organização Ecologistas em Ação, editor, escritor, que faz parte da Federação Nacional de Vítimas do Amianto, explica que "já existiram até três mil produtos de diferentes tamanhos e condições que continham amianto, como por exemplo torradeiras, filtros de cigarros, filtros de água e encanamentos, pinturas impermeabilizantes, pastilhas e sapatas de freio, pavimentos”.
   “Além disso, como era muito flexível, podia ser usado como tecido em cobertores ou tecidos isolantes, assim como na indústria naval. Estava em todas as partes, de modo que houve uma espécie de contaminação geral de fibras de amianto no ambiente", continua.
   Devido a essa variedade de usos, a exposição ao amianto atualmente pode ser ocupacional, doméstica ou ambiental. Em um estudo publicado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), no ano de 2006, se estimava em cem mil o número de pessoas que morrem por ano no mundo como consequência da exposição ao amianto.
   A Organização Mundial da Saúde (OMS), em um relatório realizado em 2010, assegurava que no mundo há cerca de 125 milhões de pessoas expostas ao amianto no local de trabalho e, segundo cálculos desta organização, a exposição laboral causa mais de 107 mil mortes anuais por causa de câncer de pulmão relacionadas com esse material.
   Além disso, afirmava o relatório, um terço das mortes por causa de câncer de origem laboral são causadas pelo amianto.

   O produto industrial mais mortal da história

   Para Puche, o amianto é "talvez o produto industrial que mais mortes vai causar na história da humanidade, mais do que o tabaco, porque vem sendo usado há muito tempo e porque também é muito difundido".
   Cerca de 70% das pessoas que estão expostas no trabalho caem doentes, mas também faz adoecer 30% dos que não estão assim expostos, ou seja, as pessoas que vivem perto de fábricas ou que são parentes dos próprios trabalhadores.
   O amianto em sua elaboração industrial se esmiúça em fibras muito pequenas. Da ordem de uma milionésima parte de um metro, que passam a ser fibras invisíveis e indestrutíveis, "em grande parte porque são muito resistentes aos ácidos e ao fogo, portanto permanecem quase mais tempo que a energia nuclear e está em todas as partes, no ar, na água e, portanto, nos alimentos", explica o ecologista.
   Puche assinala que "as primeiras informações sobre os males do amianto para a saúde remontam ao ano de 1898. Depois, ao longo dos primeiros 50 anos do século 20, foram feitos estudos científicos cada vez mais sérios onde se foi demonstrando a toxicidade deste mineral. O problema é que houve muito tempo de latência entre a exposição e a morte ou surgimento da doença, e por outro lado a fibra é invisível, não se vê nem tem cheiro".
   Mas, além disso, Puche lamenta que tenha havido "uma grande conspiração do silêncio porque era um material muito rentável, muito flexível, servia para muitas coisas e não interessava de nada para as empresas que se descobrisse sua toxicidade. Somente no começo da década de 90, e sobretudo a partir de 2000, que se começou a proibir o produto nos países desenvolvidos. De fato, atualmente é proibido em 55 países".

   Países em desenvolvimento

   O que a princípio foi um fenômeno nos países desenvolvidos, atualmente a construção com este material barato emerge nos países em desenvolvimento, com a consequente incidência futura que terá sobre a saúde de suas populações.
   "No século 20, até a década de 1990, os países mais afetados eram os Estados Unidos e os da Europa, ou seja, onde mais se consumia amianto. Agora, como lá é proibido, os países mais afetados são Rússia, China, Índia e alguns da África. Na América Latina, a metade de seus países também foi muito afetada, mas já começa a haver um processo de proibição que começou na Argentina, Chile e parte do Brasil".
   O Brasil um dos maiores produtores mundiais de amianto. Segundo a Associação Brasileira dos Expostos ao Amianto (Abrea), o mineral é utilizado em quase 3 mil produtos industriais, como telhas e caixas d'água. O baixo custo do produto e sua alta resistência favorecem o consumo.
   Outra das arbitrariedades que se cometem, diz o ecologista e escritor, é que "países onde seu uso é proibido, como no Canadá, o amianto é extraído mas não consumido, sendo exportado para outros para que o transformem. São empresas instaladas em países com o amianto regulamentado, mas com interesses econômicos em outras empresas localizadas em países onde ele não está".
   "Há muita cumplicidade entre os países desenvolvidos onde se encontra um tremendo problema na hora de eliminar o amianto", adverte Puche.
   "Costuma-se assegurar que o amianto não prejudica mais a saúde, mas isso não é verdade, porque constantemente ele está sendo quebrado ou manipulado e, como por cada 12 milímetros de largura de uma placa pode sair um milhão de fibras que podem ser inaladas, se torna um enorme risco cancerígeno. Há gente que com uma dose muito pequena pode contrair câncer de pulmão depois de 30 ou 40 anos. Esse é o problema", acrescenta o especialista.
   Também, uma das atuações de muito duvidosa moralidade é a que explica o ecologista que está acontecendo em alguns países onde "os navios que foram construídos há mais de dez anos estão cheios de amianto e, na hora de seu desmantelamento, são enviados aos países asiáticos pobres. Ali, as pessoas, por três dólares ao dia, se dedicam a tirar o amianto sem nenhum tipo de proteção e é gente muito jovem, por isso que o número de mortes que haverá dentro de 30 ou 40 anos vai ser imenso".
     E para pôr fim a este grave problema de saúde pública ao qual a população está exposta, Puche diz: "Há lugares muito sensíveis porque há crianças, idosos e doentes onde existe o amianto. Portanto, uma das coisas que nós pedimos é que se faça um registro dos lugares e prédios sensíveis. A partir daí, realizar um programa para desamiantar, começando pelo mais urgente, e dedicar um orçamento em nível governamental".

Fonte: yahoo.com.br


sábado, 18 de fevereiro de 2012

Quadro Sustentável

Fixe este quadro na sua mente!!!


Jornal Segurito

    Pessoal venho disponibilizar um trabalho bacana que o prof. Mário Sobral Jr. de Manaus realiza que é o Jornal Segurito. Um jornal interessante onde aborda sempre temas atuais da nossa área, além de dicas de livros para leitura. Se você quiser receber mensalmente o Jornal Segurito favor enviar um email para sobraljr27@ibest.com.br solicitando-o. Abaixo segue o link para baixar as edições 64 - Jan/12 e 65 - Fev/12. 
 Boa Leitura!

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

Lixeiras de Monitores

Um trabalho muito interessante desenvolvido pelo artista J. Azevedo de Pernambuco, onde coloco em destaque a idéia genial, a praticidade - é fácil fazer em casa -, e a reutilização destes monitores que muitas das vezes são descartados no nosso meio ambiente sem ser destinado para um lugar apropriado. Parabéns J. Azevedo pelo trabalho, projeto e pelo blog. (Abaixo a reportagem)

Por Gabriela Machado do site http://style.greenvana.com
     Cheque esta criativa solução para reaproveitar monitores de computador e TV: o artista de Recife J.Edson Azevedo usou o fundo desses equipamentos e Os transformou em lixeiras colocadas em uma comunidade habitacional.
       Azevedo disse em seu blog que o projeto começou recentemente, quando um vizinho lhe cedeu dois monitores de TV e a ideia de usá-las como lixeira foi elaborada. “(…) Desenvolvo arte ajudando o meio ambiente, evitando, assim, acúmulo de lixo pelo chão.” Segundo ele, a iniciativa é um “projeto comunitário feito com amor e preocupação sustentável”.
      A utilidade desses monitores-lixeira poderia ser direcionada a coletar apenas lixo eletrônico. As pilhas, baterias e carregadores de celular, após recolhidos, devem ser levados a um ponto verde para tratamento especial. Assim mesmo, a iniciativa de reunir resíduos em lugares apropriados, organizada com o pensamento construtivo de Azevedo, é exemplar! E você, o que faz com seus monitores de computador e TV?


 Para saber mais sobre o trabalho do J. Azevedo acesse o blog dele onde tem seus trabalhos e projetos. http://www.jotazevedo.blogspot.com/

Material de Segurança para Área Hospitalar - NR-32

Segue o link abaixo com materiais para ajudar na montagem do seu treinamento na área hospitalar.

Material para trabalho com Eletricidade - NR-10

Segue abaixo o link com materias para auxiliar no seu treinamento com trabalho com Eletricidade.

Material para DDS

Segue abaixo um link para baixar o material para o seu DDS!

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Email para Contato

Criei um outro canal para que possamos nos comunicar. E por favor vamos ser parceiros me envie situações, eventos, vagas, concursos que está acontecendo na sua cidade ou estado para que possamos informar maior número de gente e fazer uma Corrente do Saber!


Email: segtrabcia@hotmail.com

Twitter

Quem quiser me adicionar para trocar umas idéias e também me ajudar a fazer o blog mandando notícias e acontecimentos relacionados a segurança do trabalho e meio ambiente da sua cidade ou estado me add no twitter @thiagoleaomg.

Abraço a todos!

Comentários de Destaque

Lendo os comentários aqui (que é sempre bom, gostei de todos!!) destaquei dois que gostei muito. 

A segurança faz a diferença no trabalho. Jamais devemos esconder os ensinamentos tirados de um erro cometido. Ele nunca será pequeno demais para ser desprezível! Não existe uma segunda chance para se evitar o primeiro acidente. Por isso, previna-se produzindo qualidade trabalhando com segurança.
Por LeandroKausk@

Quando fazemos a coisa certa, nos sentimos bem, não só por termos colaborado com o nosso bem estar, mas também com os dos outros. Segurança é uma questão de educação. A minha seguraça e a sua depende de nós, seja consciente.
Por Anônimo.

Acidente de trabalho deixa um morto e quatro feridos em PE

Olinda/PE - Um homem morreu e outros quatro ficaram feridos em um acidente de trabalho no bairro de Santa Tereza, em Olinda, na Região Metropolitana do Recife, no início da tarde desta terça-feira (7). De acordo com informações do Corpo de Bombeiros de Pernambuco, as vítimas estavam descarregando placas de mármore de um caminhão, em uma marmoraria localizada às margens da Avenida Pan Nordestina, quando foram atingidos por uma delas.

Uma das vítimas, de 52 anos, foi esmagada e morreu no local. O corpo dele foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) da capital pernambucana. Os outros foram socorridos para o Hospital da Restauração, no bairro do Derby, área central do Recife. Segundo a assessoria da unidade, dois deles, um de 35 e outro de 20 anos, tiveram arranhões no rosto e já receberam alta médica.

Os outros dois seguem internados no hospital. Um tem 46 anos, está consciente e passa por exames no setor de traumatologia. A outra vítima, 38, também está consciente e passa por exames no setor de traumatologia e neurologia.
Fonte: G1-PE

Tenho algo a Dizer!

    Fiz um compromisso e não cumpri. E isso não é bom, e não gosto! Mas, vou ser sincero com vocês...vou para 7 anos que atuo na área de segurança do trabalho e chegou um momento que cansei de "dá murro em ponta de faca" . Não sei vocês, mais eu fico muito chateado quando faço um projeto bacana perco um tempo enorme, busco parcerias e amigos para ajudar a desenvolver uma idéia que vai trazer benefícios para todos e o empresário não assume nem um compromisso de LER?! Ahh...fico com dois sentimentos, um que eu fiz o meu papel, e o outro de frustração!!! Ai meio que desistir dá área e foi trabalhar com outras coisas e fazer faculdade. Mas depois que parei e refletir sobre a situação vi que o problema não esta comigo e sim com os empresários ignorantes, com o governo e estado. E que o mais importante é não desistir que o pouquinho que você faz diariamente para tornar aquele setor mais seguro e com qualidade você estará fazendo um bem que ultrapassa as paredes da sua empresa.
     Não vou fazer outro compromisso de atualizar sempre o blog e interagir com vocês que se eu não cumpro um compromisso fico muito chateado e não quero isso. Estou muito sem tempo porque faço Matemática e Física na PUC/MG (To doido né...rs) mais prometo que vou tentar manter este compartilhamento de informação porque acredito que é assim que gera crescimento profissional. GERA MOVIMENTO DE IDÉIAS....

Um abraço a todos! 
Thiago Leão