domingo, 6 de abril de 2008

Botijão de Gás



Você já parou para pensar que a mangueira do botijão de gás da sua casa tem validade? São situações que passam despercebidas por nós no nosso cotidiano, mais que devemos verificar sempre para não tenhamos um situação de risco. (Leia reportagem abaixo)


O botijão de gás liquefeito de petróleo (GLP) é utilizado em milhares de lares no país, sendo um objeto tão comum na cozinha como a geladeira e o freezer. Porém, os cuidados com seu uso devem ser redobrados, pois um vazamento de gás pode causar sérios acidentes e até levar à morte. Pensando nisso, o Inmetro desenvolveu normas de segurança para o botijão e também para a válvula e a mangueira de gás que se ligam ao fogão ( Você já teve algum problema com segurança de gás de cozinha? ).

A norma atual estabelece uma série de medidas de segurança que antigamente não eram pensadas. Antes, por exemplo, a mangueira não tinha uma proteção interna. Hoje, é obrigatório que a peça tenha uma tela de proteção no seu interior para evitar vazamentos. Tanto que ela deve ser composta de PVC e poliéster.

Além disso, o Inmetro determinou uma validade para todos os produtos certificados. O prazo é de cinco anos para a válvula e para a mangueira. Já o botijão passa por testes de requalificação - explica a chefe da divisão de fiscalização da qualidade do Inmetro, Márcia Rosa Franco.

Para identificar se a mangueira atende aos itens de segurança, é preciso procurar o selo do Inmetro na peça. Outra dica é verificar se ela é amarela. Antigamente, eram utilizadas mangueiras azuis, que já foram retiradas de circulação. No caso da válvula, o selo é a única segurança do consumidor na hora da compra.

Já o botijão precisa passar pela requalificação depois de um período que varia de 12 a 20 anos, quando recebe o selo do Inmetro. Os novos bujões já saem de fábrica com o selo. Mas ainda existem modelos no mercado que não apresentam a marca, pois foram fabricados antes da nova regra. Nesse caso, Márcia ressalta a importância de verificar se o produto não apresenta sinais de ferrugem e partes amassadas.

Para garantir que as normas estejam sendo sempre cumpridas, o Inmetro também realiza fiscalizações periódicas na indústria e no comércio. Além disso, os fiscais também analisam se o peso do botijão cheio, que é de 13 quilos, é respeitado.

Para garantir que não haja problemas, veja algumas dicas:

Compra do botijão: Só adquira o produto em distribuidoras, revendedores autorizados e caminhões das próprias empresas. Além disso, exija botijões com lacre e com rótulos de instruções.

Aparência: Não compre botijões amassados. Falhas na pintura causam ferrugens, criam pequenos buracos, provocam vazamentos e explosões.

Em casa: Não guarde o botijão em local fechado e sem ventilação (armários, gabinetes, vãos de escada, embaixo da pia, porões e outros).

Vazamentos: Não tente eliminar vazamentos de maneira improvisada (com sabão, cera etc). Troca: Antes de trocar o botijão, certifique-se de que todos os botões dos queimadores estão desligados; de que o local está bem ventilado e livre de qualquer tipo de fogo.

Regulador de pressão: Só compre regulador que possua a marca de certificação no corpo do artigo.

Aperto manual: Não use ferramenta para troca do botijão. O aperto manual da borboleta é suficiente. Ferramentas forçam a válvula e podem danificá-la.

Espuma de sabão: Use apenas espuma de sabão para verificar vazamento. Se houver, mantenha o botijão em local ventilado e entre em contato com a companhia distribuidora de gás.

Mangueira: Não utilize outro tipo de mangueira em botijões. Ela não deve ser passada por trás do forno e não deve ser emendada. Também não pode fica encostada no fogão, pois o aquecimento poderá derretê-la, causando vazamento de gás.

Comprimento: O comprimento da mangueira não deve ser maior que 80 centímetros. Se você tiver gás encanado em casa, confira as dicas de segurança da CEG .

Um comentário:

Anderson disse...

Thiago. Parabéns pelo seu blog muito bom mesmo. Esta matéria sobre botijão de gás mostra para as pessoas o que fazer para ter seguraça dentro do lar. Fico muito feliz em saber que existe pessoas como você que se preocupa em orintar as pessoas.